Postagens

Mostrando postagens de 2011

ARQUIVO POR ASSUNTO

Mostrar mais

Tentativa de assassinato no Reveillon em Itu.

Imagem
Não teve como Tiago explicar a facada nas costas. Sua advogada tentou de tudo – a melhor tese foi legítima defesa – mas como convencer os jurados naquela situação?
O dia 1º de janeiro de 2009 foi o último réveillon que o jovem Tiago comemorou em liberdade. Ele sempre foi corajoso quando em quando se metia em confusão, foram diversas suas passagens pela policia quando menor de idade e agora com a maioridade resolveu comemorar com tudo que tinha de direito.

O sol já tinha raiado, eram quase nove horas da manhã, mas ele ainda estava comemorando ali pela Padaria Spina na rua Dr. Ulisses de Moraes 208, no Jardim São Judas Tadeu em Itu.

Tiago conta que “... já tinha bebido a noite inteira e depois estava bebendo na padaria”, quando resolveu ir até um grupo de homens que estavam sentados conversando em frente ao estabelecimento para desejar-lhes um Feliz Ano Novo, mas um deles o enxotou de lá.

O rapaz nunca foi de levar desaforo para casa, mas daquela vez achou melhor pedir desculpas e sair d…

Tentativa de linchamento na véspera do Natal.

Imagem
Por volta das 23h30m os dois vizinhos saíram de suas residências, no bairro Salto de São José em Salto. Pelo caminho até a estrada as casas estavam iluminadas pelas luzes e vozes festivas do Natal, era a noite de 24 de dezembro de 2008.

Seguem eles pela Rodovia SP79 no velho caminhão Mercedes Bens 1313 amarelo de Odair José Miranda. Apenas um trecho de trevas separa as duas cidades: a baixada da Usina da Concretex, onde pelo retrovisor a cidade de Salto está oculta pelo moro da Rádio Cidade, e a frente, a cidade de Itu esconde-se atrás do morro do Portal de Itu.

Odair e Ricardo não observaram nada de diferente aquela noite, mas deveriam. Véspera de Natal é quando as pessoas mais querem ficar com suas famílias, e naquele trecho daquela estrada muitas famílias foram desfeitas. A morte as ceifou naquele trecho, e muitas destas almas por lá permanecem, apenas esperando incautos viajantes.

A quietude da estrada imersa na mais pétrea treva deveria ter sido um alerta, que algo de ruim estava…

O investigador Moacir Cova é acusado de tortura.

Imagem
Muitos tentaram em vão derrubar aquele homem, pois não havia antro em Itu em que ele não houvesse penetrado, e em cada um deles ao sair deixava sua marca. Se as trevas tremiam ante a sua chegada, Hildo (Ildinho ou Vandão) tinha suas razões para declarar à juíza que não mais saía de casa de medo de apanhar daquele que o perseguia pelo seu negro passado.

É triste ver um homem adulto com medo de apanhar, mas a vida da marginalidade é um deserto árido e perigoso, onde os lobos andam nas pontas das patas, e mesmo assim a maioria sucumbe ante as víboras que por lá vivem. Hildo temia a repressiva força policial, mas um homem especialmente lhe dava arrepios: o Investigador de policia Moacir Cova.

Um garoto de treze ou catorze anos também disse a todos que o investigador o apertou pelo pescoço e o agrediu. Este jovem e sua família, cuja lei protege o nome, têm um histórico criminoso invejável ligado ao PCC, e de seus lábios saíram acusações que colocaram em dúvida o esclarecimento do caso: …

Dr. Fernando Góes Grosso diz NÃO à impunidade.

Imagem
Basta a impunidade que por aqui reina! – pensou irritado o Dr. Fernando Góes Grosso, Promotor de Justiça de Indaiatuba. Ele não pediu para vir até Itu, foi mandado para cá – juízes, promotores de justiça, e funcionários do judiciário cumprem o Plantão Judiciário que acontece todos os finais de semana na sede da Comarca.

Sábado, 06 de março de 2010 – 9:30 da manhã
Fórum da Comarca de Itu
Rua Luiz Bolognesi, Bairro Brasil

Muito receio, caro promotor, que a irrupção daquela família em sua sala não tenha sido obra do acaso, mas traquinagem de Lúcifer, o Senhor das Trevas. Nada ocorre por acaso, e Dr. Grosso seria a última pessoa que a delegada de polícia de Itu gostaria de ver sentada naquela cadeira, naquele momento, para atender aquela família.

Domingo, 07 de março de 2010 – 10:30 da manhã
Fórum da Comarca de Itu.


A delegada e sua equipe vão até a Promotoria de Justiça dar explicações. Encontro entre titãs, a terra tremeu, e Lúcifer sorriu.
Sexta-feira, 05 de março de 2010 – 5:30 da manhã
Jard…

Qual a verdade sobre morte daquele mala pela PM?

Imagem
A Srª. Bovaris vive me dizendo que o que agente assiste na TV é apenas mentirinha e não é para levar a sério. Falo isso aos senhores, pois me recuso a assistir aos CSIs, e os senhores vão concordar comigo ou com ela... Nivaldo e seu comparsa renderam a filha de um dono de uma transportadora e roubaram dez mil reais de sua residência no ResidencialRio Araguaia em Itu. Ao fugir foram surpreendidos pela polícia, houve troca de tiros, Nivaldo morreu. Seu comparsa disse que nunca houve a tal troca de tiros. Ao assistirmos um programa como o CSI nós nos deparamos com tudo o que há de mais moderno e que já está disponível no mercado, não é ficção científica, é realidade, então é fácil desvendar este mistério através das análises periciais. Será que os policiais brasileiros agem corretamente ao ultrapassar os próprios limites? Sem dúvida, se assim não o fizessem nosso país teria a muito virado um caos, a menos que todos os crimes fossem cometidos contra pessoas extremamente ricas, como os Nardoni…

A complacência e a venda de CDs e DVDs piratas.

Imagem
Tolerar ou não a pirataria é uma decisão que a ser tomada no conjunto da comunidade?
No passado vendedores de CDs e DVDs piratas dominavam o centro e os principais bairros, até que a Guarda Municipal e os fiscais da Secretaria das Finanças fizeram uma ofensiva para coibir a ação destes comerciantes, e hoje este delito existe mas está sob controle.

O crescimento do ilegal se faz graças a benesse de cidadãos que tentam ajudar aquele que considera ser o elo mais frágil da sociedade a que pertencem, mas neste caso perdem invariavelmente o controle para as facções criminosas.

Os protegidos pela covardia ou pela conivência passam então a seu controle passam então a se tornar profissionais agregando em seu entorno: tráfico de drogas, mendicância, e prostituição. Isto não é alarde, é fato. Basta ver o que ocorre em outros municípios que não agiram antes do crescimento e do descontrole dos mercados paralelos.

Policiais militares e guardas civis então são feridosou mortos para reconquistar os e…

Íntegra da lei de abono de natal da Prefeitura de Itu.

“AUTORIZA A CONCESSÃO DE ABONO PECUNIÁRIO DE NATAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”.

HERCULANO CASTILHO PASSOS JÚNIOR, Prefeito da Estância Turística de Itu, Estado de São Paulo, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei;

FAZ SABER que a Câmara de Vereadores da Estância Turística de Itu, Estado de São Paulo, aprova e ele promulga e sanciona a seguinte Lei:

Art. 1º -Fica o Executivo Municipal autorizado a conceder, anualmente, no mês de dezembro, abono pecuniário no valor de R$ 100,00 (cem reais), tendo como beneficiários os servidores e empregados públicos ativos, do Poder Público, Administração Direta e Indireta e Câmara de Vereadores da Estância Turística de Itu.

Art. 2º -O abono pecuniário será reajustado, anualmente, pelo mesmo índice que for adotado para o cálculo da revisão geral anual da remuneração dos servidores e empregados públicos, do Poder Executivo, Administração Direta e Indireta e Câmara de Vereadores da Estância Turística de Itu.

Art. 3º -As despesas decorre…

Assalto no Residencial Rio Araguaia deixa um morto.

Imagem
Sou de família humilde, mas que sempre valorizou a qualidade dos produtos. Minha avó era costureira no Padre Bento aqui em Itu, e minha mãe assim como ela sempre exaltaram a qualidade dos produtos da marca “Mundial”: tesouras e facas. Disto eu nunca vou esquecer. Aquela garota também jamais esquecerá aquela faca da marca “Mundial” de cabo plástico amarelo, cuja lâmina de vinte centímetros ora foi encostada em sua barriga, ora foi esfregada em seu rosto por aquele jovem branco e magro, de camiseta listrada verde e branco, e calça jeans.

Os olhos daquela garota que tinha feito quinze anos a apenas alguns meses não tinham sido feitos para verem aquilo, assim como sua carne não estava pronta para sofrer o que pretendiam fazer com ela. Mas naquele momento só queriam saber do dinheiro.

Isso aconteceu no Residencial Rio Araguaia em fevereiro de 2011, quando logo depois do almoço dois rapazes bateram na casa em que mora com seus pais e onde fica uma transportadora. Eles queriam a grana que sabia…

Assaltaram em Cabreúva e rodaram em Salto.

Imagem
A viatura da Guarda Civil Municipal de Itu seguindo as pistas deixadas por CíceroAntônio, o Pernambuco, descobriu que agora ele estava escondido em Salto.
Em 1997, o GCM José Roberto da cidade de Cabreúva, declarou ao Dr. AntônioTadeu Ottoni, juiz de direito de Itu: Sou Guarda Municipal único da cidade de Cabreúva, e testemunhei a confissão na delegacia onde César, o Cezinha, caguetou seus comparsas no assalto do PROMAT Indústria e Comércio Ltda., Cícero entre eles.

Sexta-feira, 4 de abril de 1997 – 14 horas.
Promat – Rua do Comércio 221, Jd. Primavera, Cabreúva (A)

O vigia da empresa, o guananbiense Osvaldo, da guarita de entrada vê três homens encapuzados cercando o mecânico Francisco, um deles aponta uma arma em direção da cabeça do velho. Baiano arretado, sem ter como acionar a polícia, vai até o galpão, desarmado mesmo, tentar negociar.

Eles querem o dinheiro do pagamento dos funcionários, que estão agora acuados em um canto, quietos, temendo por suas vidas. Cícero e o Neguinho,…

O portofelicense e as insensíveis mulheres de Itu.

Imagem
Faltavam dois dias para que completassem nove meses que ele havia sido preso, e hoje ele estava decidido a contar a verdade. Aqueles policiais teriam que se explicar na frente do juiz – ah! Teriam! Ao entrar na sala de audiências da 1ª Vara Criminal da Comarca de Itu viu que talvez não fosse tão difícil, afinal a juíza era a jovem Drª. Renata Carolina Casimiro Braga, na acusação a Drª. Maria Isabel Gambôa Dias Duarte, e sua defensora a Drª. Cláudia Caroline Macedo Dutra – todas elas mulheres. Se fossem homens ignorariam suas acusações e talvez fosse até pior. Por nove meses ficou a atinar se deveria ou não falar, mas agora não tinha mais dúvidas, falaria, mas primeiro teria que escutar a acusação. Ele sabia bem como tudo acontecia por ali. Lucas, portofelicense da Vila Angélica, nada falou no DP, pois sabia que lá ele não poderia falar, mas lá poderia e a justiça enfim seria feita a ele ao seu amigo morto. Um por um foram lhe acusando. A história foi mais ou menos assim:

Era uma segunda-f…

O anjo-da-guarda no Clube Comerciários de Itu.

Imagem
Aquele anjo-da-guarda foi avisado à nunca escolher uma missão, agora entendeu a razão.
A mãe daquela menina dizia que a noite foi feita para dormir, recuperar as forças para mais um dia de trabalho e estudo. A noite é o momento em que os anjos ficam mais atentos, cuidando das pessoas que em casa descansavam em paz.

A mãe daquela menina não tinha ideia que a noite foi feita para: agitar, dançar, ficar, beijar, e encontrar com a galera. A noite é o momento em que os anjos ficam mais atentos, cuidando das pessoas que estão nas ruas, points e clubes.

Nisso pensava aquele anjo-da-guarda, cuja missão era proteger aquela garota. Estava cansado, mas era seu trabalho há várias gerações. Desta vez tinha pedido para cuidar de uma menina, e conseguiu.

Aquele Anjo-da-guarda foi avisado à nunca escolher uma missão, agora entendeu a razão.
Seu último protegido foi morto de maneira trágica e inútil. Homens vivem brigando, e por cada motivo mais ridículo... As garotas são mais inteligentes, tem seus pr…

Empresário vê idosa sendo assaltada e prende ladrão.

Imagem
Muitos anos se passaram na vida da ituana Maria de Lourdes, não vou dizer quantos, pois ela é uma senhora e eu um cavalheiro. Enquanto caminhava pela sombra das casas do Bairro Presidente Médice em sua terra natal suspirava agradecida por mais um dia. Ao virar a esquina da Rua Mário Bordini com a Rua Cármine Mazzulo ela vê parado ao lado de uma moto preta um rapaz baixo, magro, de cabelo encaracolado. Ela segura a bolsa junto ao corpo, ma nem pensou em fugir. A vida ela sabe não é feita de fugas, mas sim de batalhas, e segue. Vai de encontro a aquele que quer levar seu dinheiro para comprar drogas, como ele mesmo confessou depois para o soldado PM Sório, e ao chegar ao seu lado percebe o ataque. Ele tenta arrancar com força sua bolsa, mas ela luta com garra e bate nele com a sombrinha. Ah, se a correia da bolsa não tivesse arrebentado ela mesmo teria dado um corretivo naquele rapaz... mas arrebentou. E ele aproveitou para saltar em naquela moto Honda GC 125 que está em nome de Adriano Ap…

Segunda-feira de festa e morte no Rancho Grande.

Imagem
Crianças tinham medo. Medo do escuro, dos desconhecidos, da meia-noite, e de tantas outras coisas que povoavam o imaginário infantil. Isso foi coisa do passado, de um tempo onde as ruas eram escuras e as casas ficavam próximas das matas. A sociedade mudou e os conceitos de perigo também.
Madrugar assistindo tv ou passeando todos nós fazemos. Uns mais, outros menos, mas todos fazemos, e Geraldo também. Que risco haveria em esperar terminar aquele programa para depois colocar o lixo para fora? Geraldo assim o fez naquela noite quente de 2002.

Segunda-feira, 9 de dezembro de 2002.
Avenida das Monções 71Jardim Rancho GrandeItu SP

Aquela noite seria diferente para Geraldo. O calor da noite não o deixou dormir cedo. Passava pouco da meia-noite quando saiu levar o lixo. Abriu o portão, saiu para a rua, e viu quando um homem ensanguentado correu em sua direção, não estava longe, mas ele não iria esperar chegar perto.

Algum tempo antes...

O Guigo, como é conhecido Devair, estava em sua cas…

Idosa assaltada no Bairro Presidente Médice em Itu.

Imagem
Poucos minutos após uma da tarde, pai e filho chagam em sua Hilux à esquina da Rua Mario Bordini com a Rua Carmine Mazzulo no Bairro Presidente Médice, e vêem uma cena revoltante: um rapaz arrancava com violência a bolsa de uma idosa e montava em uma moto preta CG 125 para a fuga. Este jovem no final será beneficiado pelo promotor de justiça Luiz Carlos Ormeleze. O homem primeiro grita para o rapaz parar e como o jovem tenta fuga ele intercepta o meliante com sua caminhonete, prensando a Honda na calçada. Pai e filho descem e apenas com muito custo conseguem conter Anderson e chamar a polícia. Barcelli nunca tinha passado por uma delegacia e não era conhecido por ser uma pessoa violenta, trabalhando no Lava Jato São Luiz, próximo da casa em que mora com sua mãe, teve sua estréia no mundo do crime fugaz como um relâmpago e devastador como um raio. Deste crime Anderson talvez nem aproveite para si da experiência, tão importante em nossas vidas como fator de aprendizado, mas para aqueles que…