Justiça terá que decidir sobre um caso de amor.

Uma nuvem lúgubre e pesada passava agora onde antes havia um céu azul límpido. Elcio Rodrigues sabia o que estava acontecendo, e hoje só não consegue entender como não previu isso.

Quando conheceu Rosi tudo indicava que iria dar certo. Rosivalda Ferreira Lima foi a mulher que ele escolheu para ser sua companheira: juras eternas, segredos trocados, sorrisos cúmplices, tudo caminhava para um final feliz.

O tempo passou e Rosi passou a se comportar de maneira cada vez mais sem controle, sufocava Elcio com cobranças cada vez mais constantes. Continuou a agir assim mesmo quando tudo indicava que ele a abandonaria. O que ocorreu, afinal aquele amor tornou-se impossível.

Uma das características do amor destrutivo é a agressão gratuita e impulsiva:

Era fevereiro de 2005 quando Elcio estava em um bar, avisam-no que uma mulher estava quebrando seu Gol azul. Bidu... era ela. Este ímpeto destrutivo, sem qualquer provocação, indicaria uma patologia que mereceria ser tratada: ela estaria experimentando muito medo e insegurança.

Medo e insegurança que fez com que Elcio desistisse de tentar controlar a antiga companheira. Não por ele, mas por sua nova família e pelo seu emprego. Rosi agora vai à casa do ex para ameaçar a nova companheira e dizer que ele estaria saindo com outras. As companheiras de trabalho e os hospedes do hotel onde ele trabalha não mais suportam ouvi-la xingar a tudo e a todos. Esse ato histérico é um outro traço do amor patológico, onde a parte mal amada busca impressionar uma platéia com um comportamento patético e eloqüente, buscando continuamente muita atenção.

Viado – Filha da puta – Safado – Bandido – Sem vergonha - ...

Tudo isso e muito mais, fizeram com que Elcio fosse a justiça contra Rosivalda. Agora resta esperar a decisão da Justiça, onde responde pelo crime de difamação. Mas será que de fato merece ser punida, ou será que esta busca louca para recuperar o amor perdido merece dó e tratamento?

A pena que talvez seja imposta a ela, se considerada culpada, não será sentida, pelo contrário, será recebida como uma medalha. Rosi encontrará mais público para expor seus sentimentos, e a incapacidade de arrependimento reforçará seu comportamento anti-social.

“Este amor doentio faz com que a pessoa que os ama sofra continuamente. Sofrerá mais ainda se, por conta do amor, persistir acreditando que um dia essa pessoa melhorará.” Ballone GJ - Complicações do Amor, in. PsiqWeb.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu relato, ele é muito importante para que eu possa corrigir erros e rumos, e saber a sua opinião.

Só serão mantido os comentários argumentativos ou com conteúdo considerado relevante, seja apoiando ou refutando fatos ou ideias do texto.

Se considerar importante alterarei o texto original citando o crédito para o comentarista.

última publicação:

A imprensa e o Primer Comando de la Capital

Bordoada seca em mim, que não deveria merecer Ninguém sente mais pena que eu sinto de você, que padece lendo este artigo. Ninguém sofre ...