ARQUIVO POR ASSUNTO

Mostrar mais

ARQUIVO POR DATA

Mostrar mais

Sou de menor e não dá nada para mim!

Como faço todos os dias, acordei neste dia 24 de novembro às 6h30min, tomei meu banho, fui ao meu escritório que fica nos limites de minha casa, trabalhei o dia todo, atendendo clientes e tudo mais, sai do meu escritório às 17h30min. Fui pra casa? Que nada, fui ajudar minha esposa e filho na sorveteria da família. É, sou abençoado, levo uma vida boa, tenho um escritório e uma sorveteria, cheio de dívidas, mas tenho uma vida confortável, afinal trabalho muito para isso. Chovia nesse dia, mesmo assim para tentar pagar as contas ficamos com a sorveteria aberta até as 20h. Que droga, perdemos tempo, não vendemos nada... E as contas como ficam?

Mas tudo bem, amanhã é outro dia. Jantei, vi um filme na televisão e cansado fui dormir. Acordei de madrugada com minha cachorra latindo, minha sorveteria fica no mesmo terreno de minha casa. Saí com medo, mas saí... Que droga! Peguei um ladrão dentro de minha sorveteria. Brigamos, minha mulher apavorada só gritava. Ligamos para a polícia, que veio rapidamente. Aliás, que Deus mantenha e abençoe a nossa Polícia Militar, pois aí está um pessoal que mesmo fazendo papel de palhaços pela justiça, trabalham pra caramba. Eles prendem a justiça solta...

Foi com a chegada da PM que a minha surpresa começou. Fiquei sabendo que o bandido, já tinha estado em minha sorveteria horas antes e tinha conseguido efetuar o roubo, porém, foi detido pela nossa gloriosa e também trabalhadora Guarda Civil Municipal, que tinha levado o bandido para a Delegacia de Polícia, que por sua vez, também fazendo papel de palhaço diante da lei, foi obrigado a liberar o jovem de 17 anos, não é jovem infrator... Palhaçada Geral.

Pois é meus amigos, o bandido foi detido após um roubo e teve a cara de pau de voltar para roubar o resto, menos de uma hora depois... Certeza de impunidade dá nisso.

Mas esperem que a surpresa não termina aí. Na delegacia fiquei sabendo que o bandido, já tinha sido preso várias outras vezes, inclusive por atirar na perna de uma moça. Caramba! Cadê a Febem? Cadê as casas de recuperação?

Pior de tudo, foi que o tempo todo o bandido ameaçava a mim e a minha família, dizendo que iria voltar para me matar. Quase pedi para ficar preso, pois assim me sentiria seguro contra esse bandido.

Porém, tenham calma, tem mais... Com a chegada da mãe do bandido... Ah!!! Desculpa, posso ser processado por isso, ele não é bandido, é “menor infrator”, por favor, autoridades pelo uso indevido da palavra bandido. Continuando, com a chegada da mãe do menor infrator ficamos sabendo que ela já tinha ido até o Ministério Público, dias antes, pedir para que prendessem o filho, pois ela como responsável legal, não estava conseguindo mais segurar a criança... Criança? Precisam ver o tamanho da criança! E mesmo assim, nada foi feito com esse menor infrator. E pior, agora repetindo as palavras da mãe: “fui até menosprezada no Ministério Público”. Fiquei muito irritado, pois não costumo usar nariz de bola vermelha e prá não sair da delegacia junto ou mesmo após quem me roubou, vim embora irritado. Ah! Vim a pé, pois não tenho carro.

Na chegada em minha casa, encontrei minha esposa nervosa e com medo de voltar abria a sorveteria, pois como já disse, as ameaças foram contínuas. Liguei a TV para me distrair, e no noticiário, ouvi uma matéria que dizia de um assalto à casa de um juiz, nem lembro onde, e que os assaltantes, menores lógico, tinham sido encaminhados a casa de menor para ficarem detidos. Caramba, taí a resposta a todos os meus problemas. Vou mudar de profissão e virar Juiz, pelo menos assim se assaltarem minha casa, os ladrões vão ficar presos. Até que enfim achei a saída para tudo isso!

Meus amigos, até quando vamos aguentar essa palhaçada toda? Até quando vamos ver a população com medo? Até quando vamos ver a polícia trabalhando feitos palhaços, pois vivem vendo os bandidos rirem das caras deles, apenas por serem menores, sem nada poder fazer...

Até quando isso tudo vai continuar? Desculpas e mais uma vez agradeço a nossa Polícia, que, mesmo sabendo que iria ter que soltar, fez o seu papel e levou mais um bandido para a Justiça. Pena que no Brasil, nem tudo o que leva o nome de Justiça é justa! Mais um bandido solto, mais uma família com medo e mais um político sem fazer nada...


TS Bovaris: Esta matéria foi originalmente publicada na coluna Tribuna do Leitor do Jornal Periscópio. Com autorização do autor, Sr. José Carlos Dalben, reproduzimos aqui na íntegra.

Os termos: bandido e menor infrator, foram termos utilizados pelo autor. Este blog denomina tais cidadãos como profissionais do crime, em respeito a estas laboriosa classe trabalhadora, e em respeito aos seus direitos civis. Lembramos também que não publicamos aqui matérias envolvendo menores, tão protegidos pela legislação. Só não entendemos porque é que nós também não podemos ser protegidos também.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatuto do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Cartilha do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Dicionário - Regimento Disciplinar PCC

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Como se faz para entrar como membro do PCC.