ARQUIVO POR ASSUNTO

Mostrar mais

Qual a verdade sobre morte daquele mala pela PM?


A Srª. Bovaris vive me dizendo que o que agente assiste na TV é apenas mentirinha e não é para levar a sério. Falo isso aos senhores, pois me recuso a assistir aos CSIs, e os senhores vão concordar comigo ou com ela...
Nivaldo e seu comparsa renderam a filha de um dono de uma transportadora e roubaram dez mil reais de sua residência no ResidencialRio Araguaia em Itu. Ao fugir foram surpreendidos pela polícia, houve troca de tiros, Nivaldo morreu.
Seu comparsa disse que nunca houve a tal troca de tiros.
Ao assistirmos um programa como o CSI nós nos deparamos com tudo o que há de mais moderno e que já está disponível no mercado, não é ficção científica, é realidade, então é fácil desvendar este mistério através das análises periciais.
Será que os policiais brasileiros agem corretamente ao ultrapassar os próprios limites? Sem dúvida, se assim não o fizessem nosso país teria a muito virado um caos, a menos que todos os crimes fossem cometidos contra pessoas extremamente ricas, como os Nardonis e Aciolis.
Nivaldo morreu e é pobre, assim nunca saberemos a verdade.
A médica legista Drª. Regina Maria Caramuru Moreno examinou o corpo do rapaz e encontrou seis perfurações de entrada e duas de saída, mas sua colega a Drª. Edna Aparecida das Neves do Instituto Dr. Octávio Eduardo BritoAlvarenga não detectou nenhum resquício de chumbo nem nas mãos do falecido nem na do seu comparsa.
Se estivéssemos em um CSI concluiríamos que a troca de tiros não houve, comprovando a versão de Lucas, o comparsa de Nivaldo: os policiais atiraram deliberadamente e sem provocação em Nivaldo.
O material para a perícia foi retirado das mãos dos assaltantes e policiais menos de vinte e quatro horas depois dos tiros, mas... nas mãos dos policiais que nunca negaram que atiraram também não foram encontrados resíduos de pólvora!?!
Então podemos concluir que este exame feito por testes científicos sobre o método de Feigl-Sutter (exames residuográficos metálicos - residuais) não provou absolutamente nada, apesar de que no CSI consegue-se saber até a quantidade de tiros, o tempo entre um disparo e outro, e tantos outros detalhes, mesmo nos casos em que os suspeitos tentam esconder a verdade.
A perita criminal Drª. Ariadne Araújo Pinheiro Schemer esclareceu ao juiz de direito Dr. Hélio Villaça Furukawa que a princípio a conclusão sobre o resultado negativo do exame é a de que não houve disparo de arma de fogo, mas também pode ser que a concentração de chumbo ficou abaixo dos limites e não pode ser detectado, e neste caso, a conclusão sobre o fato fica condicionada a apreciação de outras evidências, não podendo sequer descartar a possibilidade de que os examinados tenham efetuado o disparo.

Intão, o que os peritos disseram em outras palavras é que a Srª Bovaris está certa e CSI é apenas mentirinha, e eu acho que eu estou certo ao não assistir ao seriado, pois qualquer um ficaria envergonhado em viver em um país onde os políticos roubam tanto que não existe verba nem para saber se Nivaldo e tantos outros foi brutalmente assassinado, ou não.

Mas ele é pobre, não faz diferença. Ah! Se fosse um de nossa família fosse morto por um bandido ou em outra situação qualquer seria diferente?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatuto do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Cartilha do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Dicionário - Regimento Disciplinar PCC

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Como se faz para entrar como membro do PCC.