PCC divide área no Morada do Sol em Indaiatuba.

Edgar Allan Poe ensinava que existia uma forma correta para se açoitar uma criança, devia ser da esquerda para a direita, e explicava a razão: se cada golpe, aplicada na direção própria, lança fora uma má propensão, conclui-se que cada pancada, numa direção oposta, soca para dentro sua parte de maldade.

Talvez ele tenha razão. Vejamos: apesar das surras impostas pela sociedade, o tráfico de drogas está cada vez mais atuante. Pode-se perceber que, dia a dia, ele se fortalece e robustece. Agora vejo, com lágrimas nos olhos, que não há mais esperança alguma para o problema, e o erro foi totalmente nosso.
Socamos a criança da direita para a esquerda, e não o contrário.

Em rebento crescido não haverá surra que possa ser dado pelo sistema policial e jurídico que surta qualquer efeito, o mal feito está feito, só nos cabe abaixar e apreciar a divisão dos despojos entre os malgrados, e o bairro Morada do Sol em Indaiatuba pode nos servir como um exemplo.
Edson Rogério França, o “irmão Cara de Bola” é torre do PCC naquela cidade e conversa com Willian Neves dos Santos Vieira, o “irmão Sinistro”, soldado da facção e morador da rua Custódio Cândido Carneiro naquele bairro:

Exibir mapa ampliado
— O espaço que tem lá na rua 59 é bom, é meu e do Mateus, ta ligado irmão? O irmão Mateus, conhece o Mateus? – pergunta Sinistro.

— Não, não conheci. Você fala o do trailer?

— Não irmão, lá embaixo na 59 , lá embaixo, no trailer é o Marcelo, é outro menino, inclusive ele pega mercadoria de ti. – explica Sinistro.

— Não, de mim não. – se defende Cara de Bola.

— O sol brilha para todos, tenho este espaço lá há mais de treze anos. Agora, um menino meu tava precisando de uma força e eu ajeitei um canto prá ele fazer a caminhada, e o Cláudio agora ta ameaçando matar a mulher dele. Pô, o Cláudio é prá cá, eu sou mais prá lá, pro fundão, sou lá do lado da rua 80 e da rua 78. Já o TG do CECAP é firmeza.

Eu não conheço o Cláudio, portanto eu não posso afirmar que ele tenha sido açoitado quando criança do lado certo ou errado, o que sei é que ele também negocia as drogas oriundas do PCC, portanto deve ter tido as mesmas aulas que os amiguinhos.

Outro dia ele foi mostrar a dura (crack) para Keiti Luis Von Ah Toyama, o “irmão Japa”, mas este não gostou muito não, disse que era um pouco melada, mas Cláudio explicou que é a mesma que não é a da boa, é da comercial, a mesma que ele vende em suas lojas: se quer quer, se não quer não quer, é R$ 10,50 o grama, é pegar ou largar.

Bom, seja como for as crianças cresceram e aprenderam a brincar sozinhas, agora não adianta mais bater do lado certo e nem reclamar o leite derramado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu relato, ele é muito importante para que eu possa corrigir erros e rumos, e saber a sua opinião.

Só serão mantido os comentários argumentativos ou com conteúdo considerado relevante, seja apoiando ou refutando fatos ou ideias do texto.

Se considerar importante alterarei o texto original citando o crédito para o comentarista.

última publicação:

Imagem é tudo: os facciosos do PCC como vilões

Os ataques do PCC acabaram, mas o pior vem agora Eu aguardei o fim dos ataques promovidos pelo Primeiro Comando da Capital para fazer ...