ARQUIVO POR ASSUNTO

Mostrar mais

Máquina caça-niqueis furtada de dentro da DP.


Sua mente trabalhava com afinco naquela noite para conseguir justificar o que estava fazendo. Ninguém acreditaria naquela história, fosse ela verdade ou não, afinal quem poria fé em três rapazes que dissessem que entraram no pátio da delegacia e retiraram a máquina caça-níqueis só por curiosidade?

Terça-feira, 07 de Julho de 2009. 22:40
4º Distrito Policial de Itu, Rua Osasco 26, Cidade Nova, Itu, SP.

O cratense Leandro e dois adolescentes carregavam tranquilamente uma máquina caça-níquéis, modelo Halloween, sem suspeitarem que uma viatura da Guarda Civil Municipal de Itu, que estava em patrulhamento de rotina, acompanhava seus movimentos. Apesar da estranheza que a atitude dos rapazes transmitia, os guardas acompanharam por algum tempo a movimentação.

O indaiatubano GCM Oliveira e o missaovelhense GCM Roberto Vicente abordaram o trio ao chegarem a Rua Penápolis. A desculpa dos garotos foi tão fria quanto aquela noite de inverno. Iluminados pelas luzes coloridas do giroflex da viatura que oscilavam na escuridão, contaram que estavam passando e viram o portão da delegacia aberto, entraram e retiraram o equipamento para ver como é que funcionava.

Depois os mesmos jovens contaram na delegacia que uma mulher loira, dona de um bar havia prometido a eles R$ 10,00 cada um para que lá entrassem e jogassem a máquina fora, avisando que o portão estaria aberto. Tudo teria dado certo se aqueles guardas não tivessem interrompido seu trabalho.

Os peritos da Polícia Civil foram chamados para estudar o local. Edna Aparecida das Neves e Ana Ester Pereira de Souza não puderam dizer ao certo se o portão estava realmente aberto, apenas afirmaram que não existem indícios que tenha havido arrombamento.

Drª Liliane Gazzola Faus acompanhou Leandro na audiência onde o promotor de justiça Luiz Carlos Ormeleze pediu ao juiz que beneficiasse o rapaz com a suspensão da pena por seu crime. O juiz Dr. Hélio Villaça Furukawa aceitou o pedido, mas exigiu que Leandro retorne a cada dois meses ao Fórum da Comarca de Itu para justificar suas atividades.

Leandro agora deve prestar um pouco mais de atenção nos seus atos, pai de uma criança de apenas um ano de idade, por pouco não perde a oportunidade de ver seu rebento crescer ao seu lado. Já ao Dr. Antonio Carlos Padilha, que era o delegado que atendeu a esta ocorrência aquele noite ficou a dúvida: será que deixaram o portão aberto mesmo? E a mim ficou outra dúvida: quem é a dona do bar que tinha tanto interesse em que a máquina caça níqueis sumisse?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatuto do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Cartilha do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Dicionário - Regimento Disciplinar PCC

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Como se faz para entrar como membro do PCC.