ARQUIVO POR ASSUNTO

Mostrar mais

O PCC em Porto Seguro e o mundo líquido.


Como se dá a associação dos recursos gerenciado pelas facções criminosas considerando que seus protagonistas são membros da comunidade. Essa é uma missão quase impossível de ser completada. Vejamos o caso da Facção Primeiro Comando da Capital PCC 1533 que o cidadão ordeiro e trabalhador assiste pela televisão e imagina ser um problema distante... só que não.

Mesmo que não veja os garotos dos corres que cuidam do tráfico varejista com absoluta certeza possui e sua família e em seu meio pessoas envolvidas: sejam como usuários diretos das drogas ou trabalhando direta ou indiretamente no mercado gerado pelo crime organizado.

A malha está cada vez mais entranhada e dessa forma seus contornos cada vez menos claros, chegando a ser quase impossível dizer onde termina o legal e o ilegal. Zygmunt Bauman discute essa característica de nossa época que vai desde o fim das fronteiras claras de uma nação e cultura até a dúvida se o usuário de drogas ou o pequeno traficante são criminosos ou não.

Não há mais o certo e nem o errado, o que há é a execução e o aliciamento de jovens que tem que aderir ao trabalhar para a facção devido a insustentabilidade social dessa época.

O alto índice de criminalidade é uma característica desse momento de transição onde os limites ainda não estão claramente estabelecidos. A guerra entre as facções e entre estas e o governo para acertarem seus limites irá acabar no momento em que as partes chegarem a um ponto de equilíbrio.

O trabalho “A economia do ilegalismo: tráficos de drogas e esvaziamento dos direitos humanos em Porto Seguro – Ba.” registrado por Antônio Mateus Soares, Matheus Reis de França, e Claudemir Santana nos Anais do IX Encontro da ANDHEP demonstra esse momento histórico. Os pesquisadores se debruçaram sobre o turismo local de Porto Seguro influenciado por várias ações que hoje são gerenciadas pelo Crime Organizado e sua relação com sociedade local:

“... o M.P.A – Mercado do Povo Atitude, facção que atua no sul e extremo sul da Bahia, e segundo depoimento de membro da facção e de policias, possui vinculação com o P.C.C – Primeiro Comando Capital, que além de emprestar os princípios ideológicos de funcionamento, operacionaliza a distribuição de armas de fogo e de drogas atacado para a comercialização.”

Os autores também fazem uma síntese comparativa entre o MPA e o CP:

MERCADO DO POVO ATITUDE M.P.A. – Bairro Baianão Ligação: PCC-SP – Símbolo: Caveira e Cruz (1533 MPA) – Estratégia: queima de ônibus; bloqueio de vias; toque de recolher; e celebração de luto; – Grupo coeso e hierárquico. Produto de consumo da marca Ciclone (bonés, camisas, e bermudas).

COMANDO DA PAZ – CP – Área do Campinho
Ligação: CP-Salvador – Símbolo: Escorpião (315 CP) – Estratégia: esquartejamento de corpos – Grupo pulverizado com ritos de execução, mas primam pela discrição no seu cotidiano. Produto de consumo da marca Nike (bonés, camisas, e bermudas).

Os pesquisadores destacam que quem morre de fato são os garotos dos corres e aqueles que se envolvem no crime sem se adequarem as suas regras, seja pelas mãos da polícia ou dos próprios colegas:

“(...) Inocente não vira presunto, não se mata gente da gente! Não se mata turista da orla. Aqui no baianão só morre quem corre pelo errado, que trai a facção e a parceria, e os boca aberta, mas antes passa a caminhada.”

“(...) Matar polícia é cabuloso, o bagulho lombra a parada, atrapalhação na certa, agente respeita a farda e eles nos respeita. É moral, paceria! Polícia não mata traficante patrão, depende do horário, do momento e da situação, mata ‘noía’ e ‘comédia’, traficante de verdade, só dança se não tiver moeda, ou se dê azar. A polícia mata ‘nóia’ e ‘otário’, tem tempo que entra na favela e mata três, quatro e cinco, só para falar que estar fazendo seu trabalho.”

As discussões sobre esse tema estão disponíveis no grupo do Face: https://www.facebook.com/groups/608016342715976

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatuto do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Cartilha do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Dicionário - Regimento Disciplinar PCC

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Como se faz para entrar como membro do PCC.