Rebelião no presídio de Santa Cruz do Capibaribe.


Segundo relatório do Centro de Segurança Institucional e Inteligência do Ministério Público de São Paulo, divulgado em Agosto de 2016, o estado do Piauí é o que possui proporcionalmente a massa carcerária a segunda menor presença de integrante Primeiro Comando da Capital PCC 1533 (2,64%), e é a menor em números absolutos 161 integrantes.

O estado está dividido entre Primeiro Comando da Capital, Bonde dos 40, Primeiro Comando de Campo de Campo Maior (PCM), Primeiro Comando de Esperantina (PCE), e a Facção Criminosa de Teresina.

A rebelião começou na madrugada no Presídio de Santa Cruz foi confirmado uma morte, ferimento em doze, e três fugas, além desses um policial militar também teria saído ferido ao tentar mediar o confronto. O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco informou que o presídio com capacidade para acomodar 186 presos estava com 447 detentos, e que no momento da rebelião só haviam três agentes penitenciários no plantão.

As agências segurança afirmam que o incidente não tem ligação com a guerra de facções, e levando em consideração a posição do PCC no estado é possível que estejam certos, no entanto o repórter Josival Ricardo do Plantão Policial informou que um dia antes do incidente já tinha sido anunciado em grupos de Whatsapp.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu relato, ele é muito importante para que eu possa corrigir erros e rumos, e saber a sua opinião.

Só serão mantido os comentários argumentativos ou com conteúdo considerado relevante, seja apoiando ou refutando fatos ou ideias do texto.

Se considerar importante alterarei o texto original citando o crédito para o comentarista.

última publicação:

Imagem é tudo: os facciosos do PCC como vilões

Os ataques do PCC acabaram, mas o pior vem agora Eu aguardei o fim dos ataques promovidos pelo Primeiro Comando da Capital para fazer ...