ARQUIVO POR ASSUNTO

Mostrar mais

Gegê do Mangue condenado a 47 anos e 3 meses.


A condenação imposta a Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, não foi levado a sério por ninguém. A imprensa noticiou mas deu destaque ao escândalo do ator da Globo José Mayer. Vivemos em um mundo de sonhos e ilusões.

Isso é claro e só não vê quem não quer. A condenação de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, prova essa triste realidade: foi feito um show para mostrar que a Justiça funciona, mas nada na rotina do Primeiro Comando da Capital.

Somos crianças que gritam. Temos razão e temos nossas próprias razões, mas nem a realidade nem o PCC estão preocupados com o que pensamos ou gritamos.

O Primeiro Comando da Capital não se abalou com a condenação, assim como Gegê do Mangue não mudou sua rotina e nem perdeu seu sono, mas as crianças sorriram ao ver sua condenação na televisão.

Sei que é desagradável falar assim, sei que muitos sensíveis defensores do Sistema Carcerário se irritarão ao ler esse texto, afinal foi um crime cruel. Gegê foi condenado por duplo homicídio triplamente qualificado e formação de quadrilha.

Ninguém duvida que ele tenha de fato mandado de dentro do presídio matar dois bandidos na favela do Sapé, no bairro do Rio Pequeno, Zona Oeste de São Paulo, é assim que funciona o jogo de poder dentro e fora dos presídios.

O que esse caso provou que a Justiça não funciona.

Nosso Código Penal e nosso Código de Processo Penal foram escrito por advogados para criar um mercado opressor contínuo, que criam dificuldades para depois vender facilidades em seus escritórios, são mais de um milhão de profissionais para alimentar.

Gegê do Mangue não se incomodou com a condenação pois ela apenas serviu para que o Estado diga que está trabalhando e dê uma satisfação para a sociedade, mas até quando poderão tapar o sol com a peneira?

Os líderes da facção possivelmente agradeceriam àqueles que fortalecem o seu discurso de luta contra os opressores do sistema penitenciário dando um tratamento injusto, sem regalias, apenas com respeito e regras claras.

A maioria da população é pacífica e quer apenas viver, trabalhar e estudar. O discurso do Primeiro Comando é contra a opressão desse sistema que engana a população civil e oprime a carcerária. Os criminosos com o julgamento de Gegê do Mangue novamente saem vitoriosos.

Gegê continua livre e a sociedade agora está mais sedenta de sangue, quer que os de sempre criem ainda mais dificuldades para venderem depois mais facilidades, e assim irá até um ponto de ruptura, e já vimos o que isso significa em 2006 e no Espírito Santo.

Até quando haverão mortes de pessoas de todas as classes para se manter em pé um sistema que só serve para sustentar o próprio sistema?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatuto do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Cartilha do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

Dicionário - Regimento Disciplinar PCC

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Como se faz para entrar como membro do PCC.