"O futebol é o ópio do povo e o narcotráfico da mídia."(Millôr Fernandes)

Furto na loja de doces da Vila Nova em Itu.

Um homem em desembalada carreira desce a rua Joaquim Bernardo Borges, no bairro Vila Nova em Itu, em direção ao Hospital Sanatorinhos, seguido de perto por um rapaz que o persegue. Esta cena foi descrita ao GCM Gilmar que estava em patrulhamento ali perto e rapidamente que conseguem alcançar aos dois personagens.

O primeiro era o servente Antônio Anselmo, 38, natural de Palmeirândia, que estava a frente sem camisa e atrás dele vinha o estudante Bruno, filho do proprietário da Star Doces, Antonio Donizetti , que estava viajando.

Antônio explicou o por que de estar fugindo de Bruno: tinha bebido um pouco e estava resolvido a comer um doce; passando pela doceria em que estava o garoto, comprou e pagou normalmente a guloseima, mas como o rapaz estava ao telefone, achou que este não perceberia quando ele tirasse uma grana do caixa. Mas o diabo ajuda a fazer mas não ajuda a esconder. Quando estava pegando o  dinheiro, umas moedas vieram a cair no chão, chamando a atenção de Bruno, que não teve dúvidas: correu atrás do prejuízo. Ele até jogou o dinheiro que tinha pego no chão, mas o estudante agarrou a grana e ainda assim o alcançou.

Levado a presença do delegado de polícia pelos guardas municipais, Antônio Anselmo, que já foi processado dezessete vezes por furto, foi preso, e responderá a este crime atráz das grades.

última publicação:

Marcola do PCC e o mito de Frankenstein

Afinal quem seria o monstro? A criatura ou seu criador? Em 15 de agosto de 2011, escrevi meu primeiro artigo sobre o Primeiro Coma...