Pular para o conteúdo principal

Tentativa de linchamento na véspera do Natal.


Por volta das 23h30m os dois vizinhos saíram de suas residências, no bairro Salto de São José em Salto. Pelo caminho até a estrada as casas estavam iluminadas pelas luzes e vozes festivas do Natal, era a noite de 24 de dezembro de 2008.

Seguem eles pela Rodovia SP79 no velho caminhão Mercedes Bens 1313 amarelo de Odair José Miranda. Apenas um trecho de trevas separa as duas cidades: a baixada da Usina da Concretex, onde pelo retrovisor a cidade de Salto está oculta pelo moro da Rádio Cidade, e a frente, a cidade de Itu esconde-se atrás do morro do Portal de Itu.

Odair e Ricardo não observaram nada de diferente aquela noite, mas deveriam. Véspera de Natal é quando as pessoas mais querem ficar com suas famílias, e naquele trecho daquela estrada muitas famílias foram desfeitas. A morte as ceifou naquele trecho, e muitas destas almas por lá permanecem, apenas esperando incautos viajantes.

A quietude da estrada imersa na mais pétrea treva deveria ter sido um alerta, que algo de ruim estava a ocorrer, mas ambos só pensavam em se divertir longe de suas famílias. Talvez alguém que não possa mais estar com seus entes queridos numa data tão especial, não tenha se conformado com isso, e naquele trecho embarcou na boléia.

Odair contará depois que sua intenção era chegar até o Extra Hipermercado de Itu, um caminho praticamente impossível de se errar, são três linhas retas apenas. Odair se perdeu, rodou em círculos e retornou até próximo a Estrada Velha Itu Salto, caminho de casa e sua chance de voltar para o aconchego de seu lar naquela véspera de Natal.

Na Delegacia de Polícia, Ricardo Freitas descreverá assim aquele momento: “ao passar pela Favela do Isaac onde estava acontecendo uma festa, e acenaram para nós, chamando-nos para o churrasco”. Calipso acenou com a imortalidade para Ulisses, as sereias tentaram-no com um oceano de prazeres, mas aqueles dois amigos foram tentados por churrasquinhos.

Ulisses resistiu , mas Odair e Ricardo não. Contaram mais tarde que beberam e conversaram por horas com os seus novos amigos, seleta companhia que em breve tentariam linchar a Ricardo.

Um baque, uma história mal contada, apenas os dois poderão dizer ao certo o que aconteceu. Ricardo Freitas dirá que ainda estava conversando quando o caminhão desceu a rua sozinho, atropelou Aline, uma moradora da comunidade, e danificou alguns barracos.

Odair fugiu dali e para fugir também de sua responsabilidade, correu a polícia para dar queixa do roubo do caminhão. Não contava que uma viatura policial tivesse localizado Ricardo e ele tenha sido acusado pelo roubo do veículo. Odair não estava entendendo como tudo isso podia estar acontecendo.

Aline, a vítima do atropelamento seria presa ainda àquela noite por tráfico de drogas, seu amigo que quase foi linchado pela população estava em frangalhos e ele condenado a uma multa de mil reais por falsa comunicação de crime à polícia e teve seu caminhão rebocado e batido. Tudo em uma Noite de Natal.

Odair e Ricardo não observaram nada de diferente aquela noite, mas deveriam. Véspera de Natal é quando as pessoas mais querem ficar com suas famílias, e que sempre pode existir algo que nos tente lembrar o verdadeiro Espírito do Natal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estatuto do Primeiro Comando da Capital PCC 1533.

VEJA TAMBÉM O ESTATUTO PCC 1997
Revisto e atualizado em 2017.
A Sintonia Final comunica a todos os irmãos que foram feitas algumas mudanças necessárias em nosso Estatuto. O PCC foi fundado em 1993. Comemoramos esta data no dia 31 de agosto de todos os anos, mas 24 anos se passaram e enfrentamos várias guerras, falsos criminosos foram desmascarados, sofremos duros golpes, fomos traídos inúmeras vezes, perdemos vários irmãos, mas graças a nossa união conseguimos superar todos os obstáculos e continuamos crescendo.

Nós revolucionamos o crime impondo respeito através da nossa união e força que o certo prevalece acima de tudo com a nossa justiça, nós formamos a lei do crime e que todos nós respeitamos e acatamos por confiar na nossa justiça.

Nossa responsabilidade se torna cada vez maior porque somos exemplos a ser seguido.


Os tempos mudaram e se fez necessário adequar o Estatuto à realidade em que vivemos hoje, mas não mudaremos de forma alguma nossos princípios básicos e nossas diretrizes,…

Como se faz para entrar como membro do PCC.

Eu não concordei com o velho François-Marie Arouet ao dizer que se olharmos com os dois olhos, enxergaremos melhor: com um olho veríamos as coisas boas, com o outro as coisas ruins. Por isso, segundo ele, seria importante evitar fechar um para abrir bem o outro.

Meu velho François, leia com seus dois olhos bem abertos como se pode ingressar no Primeiro Comando e me diga: onde está o lado bom? Eu só conseguir ver o lado negro, mesmo sem ser caolho, por isso vou lhe contar o caso do irmão Cara de Bola.

Ele, que era torre do PCC e responsável pela distribuição das drogas na cidade de Indaiatuba, explicou com detalhes como se ingressa na facção, pois caiu em uma escuta ao ligar para o irmão Boquinha. Foi assim que ficamos sabendo de tudo:

Nepotismo

O irmão X tornou-se membro da facção por ser irmão de sangue do Tio, ou irmão M, um general na hierarquia do Primeiro Comando da Capital forte em em Indaiatuba, na época. Essa é uma das formas de ingresso: sendo parente de outros membros. Nem …

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Houve um tempo em que eu acreditava em um mundo ideal, onde a polícia defenderia as pessoas com justiça, mas esse tempo acabou. A pesquisadora Deborah Rio Fromm Tinta também não acredita que a força policial deva impor pela força sua autoridade…
"Logo me dei conta que uma rodinha de disciplinas estava por ali também. Fiquei mais tranquila. ... Vários pontos de conflito que emergiram foram apaziguados graças à mediação dos disciplinas." O humorista Márcio Américo, que certa época da vida foi um assíduo frequentador do local concorda:
"A polícia e a prefeitura apenas fingem ter controle do local, completamente dominado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), por “propaganda superficial” Deborah Rio, durante o trabalho de campo que fez em 2015 bem na conturbada Cracolândia ela acompanhou de perto a ação dos “disciplinas” do Primeiro Comando da Capital (PCC 1533) que negociaram com traficantes, usuários de drogas, jornalistas, policiais, e autoridades públicas.


Os disciplina…