Pular para o conteúdo principal

Dom Amaury Castanho, o Jornal A Federação, e o nefilim.


Estive por duas semanas entrevistando o religioso católico que se dispôs a falar sobre o grupo que teria atuado em Itu e em outras quatro cidades visando a eliminar os nefilins 1.

Cinco novos prelados foram nomeados 2, entre eles Dom Amaury Castanho, que foi mandado como Bispo Coadjutor da Diocese de Jundiaí em Abril de 1989, um ano e meio antes do temporal de Itu de Setembro de 1991 3.

Dom Amaury fora Bispo Auxiliar de Sorocaba  e conhecia como poucos o restrito ambiente sociopolítico e militar da cidade vizinha de Itu, onde viveria um dos cinco descendentes 4 do eliouds 5 Azazel 6 no Brasil.

Tendo profundo conhecimento teórico e prático das doutrinas cristãs e grande facilidade de comunicação pois pertenceu a Pastoral dos Meios de Comunicação da Arquidiocese de São Paulo além ser de colaborador do Jornal O Estado de S. Paulo, Dom Amaury teria como missão organizar o grupo que conteria ou eliminaria o nefilim que estaria em Itu, assim como conhecer e neutralizar as notícias sobre o assunto que pudessem vazar para a imprensa 7.

Pouco antes de sua posse, a edição de Abril de 1989 8 do Jornal A Federação, órgão oficial da Igreja Católica já prenuncia de maneira cifrada a batalha que se iniciaria na região, alertando a quem tinha capacidade e necessidade de saber 9, em um artigo assinada pelo Diácono João Antonio Motta Navarro:

O QUE É QUE ELES QUEREM?

Quando a gente começa a reparar no que está acontecendo por aí, fica a imaginar se o que pretendem é acabar com a fé, querendo destruir a Igreja. Está atingindo o que temos de mais caro, estão mexendo como o que há de mais sagrado. (...)
Querem acabar com a Igreja de Deus. No entanto, nunca conseguirão. Jesus disse — e Ele é Deus — que “os portões do Inferno não prevalecerão contra ela”.
Nós somos a Igreja, não tenhamos vergonha e nem nos sintamos diminuídos em afirmar. Somos contra tudo isso espalhemos isso, sem receio algum.10

A partir dos meses seguintes, o próprio Dom Amaury passá a escrever o editorial desse periódico católico.

Houveram cinco mudanças fundamentais dentro da hierarquia da Igreja Católica do Brasil em 1989: além da posse de Dom Amaury, foram criadas quatro novas Dioceses: São Miguel Paulista, Osasco, Campo Limpo e Santo Amaro.

É interessante notar que nessa mesma edição do Jornal Federação o próprio Dom Amaury escreve uma matéria sob o título: “Cinco mulheres e muito dinheiro”. referindo-se alegoricamente ao fato haverem cinco eliouds a serem combatidos — todos eles ricos descendentes de Azazel, anjo que abandonou a missão 11 que lhe foi confiada por Deus para ficar com uma mulher 12, daí a referência as mulheres no título.

  1. uma introdução ao caso,
  2. parte, o dinheiro sumiu,
  3. parte, uma história difícil de acreditar,
  4. parte, a estranha visita a Mitra Diocesana,
  5. parte, o católico de Jundiaí,
  6. parte, os nefilins existem,
  7. parte, o bispo de Itu.
  8. Nesse eu só falo das críticas que sofri e relato algumas matérias que foram publicadas na época pelo Jornal Federação.
  1. Nefilim - nepîlîm - נְפִלנ ְפִיל
  2. Um ano e meio antes do cataclismo houve a divisão da Cúria Metropolitana de São Paulo (São Miguel Paulista, Osasco, Campo Limpo e Santo Amaro) e a nomeação de Dom Amaury Castanho como coadjutor na Diocese de Jundiaí.
  3. O pior tornado do Brasil segundo o site Climatempo;
  4. Gênesis 6:1-4;
  5. Elioud - Eljo - benê-hâ'elôhîm;
  6. Asael - Azazel - עזאזל;
  7. Além de jornais na capital e no interior, Dom Amaury mantinha colunas em todos os jornais de importância da região;
  8. Edição nº 4387 do Órgão da Comunidade Paroquial Nossa Senhora da Candelária de Itu, fundada pelo Padre Eliziario de Camargo Barros em 3 de Maio de 1905;
  9. Lucas 8: 8 — "Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.";
  10. O artigo de fato critica uma obra de Martin Scorsese, no entanto basta analisar os artigos do Diácono Navarro anteriores a essa data e os posteriores para perceber a radical mudança do foco deste leigo católico; apesar de nunca ter sido citado como sendo membro do grupo que estaria atuando na busca da eliminação dos descendentes dos eliouds, os textos de Navarro são constantemente citados como peças da comunicação do grupo;
  11. Judas 1: 6 —  "... não guardaram o seu próprio principado, mas deixaram a própria morada" e
  12. Livro de Enoque 10: 13.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como se faz para entrar como membro do PCC.

Eu não concordei com o velho François-Marie Arouet ao dizer que se olharmos com os dois olhos, enxergaremos melhor: com um olho veríamos as coisas boas, com o outro as coisas ruins. Por isso, segundo ele, seria importante evitar fechar um para abrir bem o outro. Meu velho François, leia com seus dois olhos bem abertos como se pode ingressar no Primeiro Comando e me diga: onde está o lado bom? Eu só conseguir ver o lado negro, mesmo sem ser caolho, por isso vou lhe contar o caso do irmão Cara de Bola. Ele, que era torre do PCC e responsável pela distribuição das drogas na cidade de Indaiatuba , explicou com detalhes como se ingressa na facção, pois caiu em uma escuta ao ligar para o irmão Boquinha . Foi assim que ficamos sabendo de tudo: Nepotismo O irmão X tornou-se membro da facção por ser irmão de sangue do Tio , ou irmão M , um general na hierarquia do Primeiro Comando da Capital forte em em Indaiatuba, na época. Essa é uma das formas de ingresso: sendo parente de outros

Como se faz para sair do PCC?

Se tá de sacanagem né, você acha que o Primeiro Comando da Capital é putaria? Entra quando quer, sai a hora que quer, de boa? Não é bem assim não, se virou crente e quer tirar a camisa, ou tem alguma coisa com tua família... Vou falar pra você, essas são as perguntas que mais aparecem por aqui, e eu falo para procurar o sintonia e trocar ideia, é assim que se faz. Mas por que não escrevi sobre isso antes? Por que eu fico na minha, só que agora fui cobrado, alguém leu no site do Terra que é putaria e acharam que fui eu: Quando sair, tem que rasgar a camisa e ficar de boa", diz um homem por telefone, após ser retrucado por uma mulher investigada: "Não tem que rasgar a camisa, não; tem que arrancar a cabeça dele" PCC decide permitir que integrantes deixem facção Meu, quem falou essa idiotice foi o site Terra que começa mais ou menos assim: "Pela primeira vez desde que surgiu nas prisões paulistas, no início da década de 1990, a organização criminosa Primeir

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Houve um tempo em que eu acreditava em um mundo ideal, onde a polícia defenderia as pessoas com justiça, mas esse tempo acabou. A pesquisadora Deborah Rio Fromm Tinta  também não acredita que a força policial deva impor pela força sua autoridade… "Logo me dei conta que uma rodinha de disciplinas estava por ali também. Fiquei mais tranquila.  ...  Vários pontos de conflito que emergiram foram apaziguados graças à mediação dos disciplinas." O humorista Márcio Américo, que certa época da vida foi um assíduo frequentador do local concorda: "A polícia e a prefeitura apenas fingem ter controle do local, completamente dominado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), por “propaganda superficial” Deborah Rio, durante o trabalho de campo que fez em 2015 bem na conturbada Cracolândia ela acompanhou de perto a ação dos “disciplinas” do Primeiro Comando da Capital (PCC 1533) que negociaram com traficantes, usuários de drogas, jornalistas, policiais, e autoridades públicas.