"O futebol é o ópio do povo e o narcotráfico da mídia."(Millôr Fernandes)

Rebelião de Mossoró. Está só começando ou acabou?


Começou ontem (15 de março) com um ataque ao 2º Distrito Policial de Mossoró no Rio Grande do Norte. Começava a madrugada quando atearam fogo e atiraram na delegacia.

Hoje (16 de março) houve um princípio de rebelião pela Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio ̶ PAM virou no início da manhã nos pavilhões do regime fechado no Pavilhão 5 onde ainda estão misturados os integrantes do Primeiro Comando da Capital PCC 1533 e do Sindicato do Crime do Rio Grande do Norte SDC RN.

O movimento começou no horário da visita íntima com depredação dos pergolados, telhados quebrados, e tudo que podia ser queimado virou pó, não se sabe ao certo se nos 40 minutos de confusão os presos das duas facções se pegaram.


Apesar dessa ser a versão oficial existe uma outra que diz que integrantes de um dos grupos teria arrebentado um cadeado que separam as facções e teriam tentado invadir o território dos rivais para matá-los.

Já um preso ligado ao Primeiro Comando da Capital que está preso naquela unidade declarou que membros do Sindicato do Crime tentaram invadir o pavilhão em que estavam mas foram contidos pelos PCCs até que a Polícia Militar e se juntou aos Agente Penitenciários invadiram as alas fazendo diversos disparos para separa as facções.

Aurivaneide Lourenço de Oliveira, diretora do presídio, mandou por ordem do governo do estado (SEJUC) recolher os ventiladores e os colchões dizendo que os presos agora vão ter que dormir no calor e no concreto, e o secretário da Justiça do estado, Dr. Wallber Virgolino da Silva Ferreira explicou que era “para aprenderem a preservar o patrimônio público”

A diretora Arivaneide Lourenço se orgulhava de não ter tido em sua administração rebeliões apesar de estar sendo investigada pelo Ministério Público pelas péssimas condições de higiene e saúde da carceragem.

última publicação:

Marcola do PCC e o mito de Frankenstein

Afinal quem seria o monstro? A criatura ou seu criador? Em 15 de agosto de 2011, escrevi meu primeiro artigo sobre o Primeiro Coma...