Pular para o conteúdo principal

A prisão de Rovilho Alekis Barboza e o fim do PCC.



Nem uma instituição humana é eterna, todos os grandes impérios e organizações do passado se findaram, muitos vergando ante seu próprio peso, outros de se dividindo, e houveram ainda aqueles que foram destruídos por erros de seus líderes.

O Primeiro Comando da Capital PCC 1533 é a maior organização criminosa da América Latina, superando em número de homens e abrangência territorial a tradicional máfia colombiana que ainda hoje detêm grande poder no Narcosul, mas e agora?

Os homens são animais guiados pelas emoções e assim como outras espécies se agrupam em torno de líderes, “os alfas”, que dominam os outros através da força, da inteligência, ou das expectativas que criam em sua matilha ou rebanho.

Desculpe, se você é da espécie humana e se ofendeu quando chamei de alfa os líderes da sua espécie, para não criar encrenca chamemos a estes de presidentes, imperadores, primeiros-ministros, chefes dos escoteiros, padres, ou simplesmente “líderes”.

Napoleão Bonaparte e Adolf Hitler não souberam a hora de parar e deixaram para trás os cadáveres de suas matilhas levadas a um ponto sem retorno. No frio ártico o erro dos alfas não pouparam as vidas dos franceses, dos alemães, das renas, ou dos lobos, e nem seus impérios, manadas, ou matilhas.



O PCC domina a maior parte da massa carcerária brasileira e controla parte significativa do comércio de drogas e armas ilegais no Brasil, mas a organização de Marcola ultrapassou as fronteiras sul antes mesmo de ter consolidado sua hegemonia dentro do território nacional, e ter garantido a estabilidade da fronteira no norte.

O Estado paraguaio está aproveitando esse momento para intensificar a repressão ao Primer Comando Capital PCC, que começou após a tentativa frustrada de assassinato do presidente Horacio Manuel Cartes Jara, pelos líderes do Primeiro Comando: Carlos Antonio Caballero e Jarvis Chimenes Pavão.

Processos de repatriação foram emitidos contra líderes do PCC que estavam detidos naquele país. Rovilho Alekis Barboza, o Bilao, que foi preso há poucos dias com armas, drogas, muito dinheiro, em um esquema de corrupção envolvendo não apenas a polícia local, mas até a agentes da Secretaria Nacional Antidrogas da Presidência da República, teve seu pedido de extradição feito quase que imediatamente a sua prisão, o que demonstra a pressa das autoridades daquele país.

Não é para menos, Juiz brasileiro Naor Ribeiro de Macedo Neto declarou que Bilao tem “um papel de destaque na intrincada organização criminosa de acordo com as investigações realizada pelo GAECO ... (e sua) prisão … mostra-se necessária a fim de que seja desmantelada a organização criminosa.”

Nem uma instituição humana é eterna, mas o Primeiro Comando da Capital é uma organização humana? Os homens são animais guiados pelas emoções e assim como outras espécies se agrupam em torno de líderes que criam e manipulam com sucesso e os sonhos, as esperanças, os pesadelos, e os medos em seus seguidores, e Marcola faz isso muito bem.

Muitos líderes não souberam a hora de parar e deixaram para trás os cadáveres de suas matilhas levadas a um ponto sem retorno, mas será o caso dos seguidores de Marcola? Não, não é, estamos vendo o nascimento de um novo fenômeno de gerenciamento, e que a sociedade nem faz ideia de como combater, enquanto isso, tenta exportar o problema, mas um dia terá que encará-los de frente.

Comentários

  1. A religião cristã é eterna até que se prove ao contrario.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu relato, ele é muito importante para que eu possa corrigir erros e rumos, e saber a sua opinião.

Só serão mantido os comentários argumentativos ou com conteúdo considerado relevante, seja apoiando ou refutando fatos ou ideias do texto.

Se considerar importante alterarei o texto original citando o crédito para o comentarista.

Postagens mais visitadas deste blog

Como se faz para entrar como membro do PCC.

Eu não concordei com o velho François-Marie Arouet ao dizer que se olharmos com os dois olhos, enxergaremos melhor: com um olho veríamos as coisas boas, com o outro as coisas ruins. Por isso, segundo ele, seria importante evitar fechar um para abrir bem o outro. Meu velho François, leia com seus dois olhos bem abertos como se pode ingressar no Primeiro Comando e me diga: onde está o lado bom? Eu só conseguir ver o lado negro, mesmo sem ser caolho, por isso vou lhe contar o caso do irmão Cara de Bola. Ele, que era torre do PCC e responsável pela distribuição das drogas na cidade de Indaiatuba , explicou com detalhes como se ingressa na facção, pois caiu em uma escuta ao ligar para o irmão Boquinha . Foi assim que ficamos sabendo de tudo: Nepotismo O irmão X tornou-se membro da facção por ser irmão de sangue do Tio , ou irmão M , um general na hierarquia do Primeiro Comando da Capital forte em em Indaiatuba, na época. Essa é uma das formas de ingresso: sendo parente de outros

Como se faz para sair do PCC?

Se tá de sacanagem né, você acha que o Primeiro Comando da Capital é putaria? Entra quando quer, sai a hora que quer, de boa? Não é bem assim não, se virou crente e quer tirar a camisa, ou tem alguma coisa com tua família... Vou falar pra você, essas são as perguntas que mais aparecem por aqui, e eu falo para procurar o sintonia e trocar ideia, é assim que se faz. Mas por que não escrevi sobre isso antes? Por que eu fico na minha, só que agora fui cobrado, alguém leu no site do Terra que é putaria e acharam que fui eu: Quando sair, tem que rasgar a camisa e ficar de boa", diz um homem por telefone, após ser retrucado por uma mulher investigada: "Não tem que rasgar a camisa, não; tem que arrancar a cabeça dele" PCC decide permitir que integrantes deixem facção Meu, quem falou essa idiotice foi o site Terra que começa mais ou menos assim: "Pela primeira vez desde que surgiu nas prisões paulistas, no início da década de 1990, a organização criminosa Primeir

Quem são e o que fazem os disciplinas do PCC 1533?

Houve um tempo em que eu acreditava em um mundo ideal, onde a polícia defenderia as pessoas com justiça, mas esse tempo acabou. A pesquisadora Deborah Rio Fromm Tinta  também não acredita que a força policial deva impor pela força sua autoridade… "Logo me dei conta que uma rodinha de disciplinas estava por ali também. Fiquei mais tranquila.  ...  Vários pontos de conflito que emergiram foram apaziguados graças à mediação dos disciplinas." O humorista Márcio Américo, que certa época da vida foi um assíduo frequentador do local concorda: "A polícia e a prefeitura apenas fingem ter controle do local, completamente dominado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), por “propaganda superficial” Deborah Rio, durante o trabalho de campo que fez em 2015 bem na conturbada Cracolândia ela acompanhou de perto a ação dos “disciplinas” do Primeiro Comando da Capital (PCC 1533) que negociaram com traficantes, usuários de drogas, jornalistas, policiais, e autoridades públicas.