Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2020

Máfia no Brasil: Famiglia Bolsonaro ou Família 1533?

Os símbolos do PCC, do assaltante e da máfia Vivemos tempos estranhos, em que se discute se a família do presidente da República encabeça uma organização mafiosa. Houve um tempo, em tempos, menos estranho, no qual se discutia se o Primeiro Comando da Capital seria organização criminosa, cartel, gangue ou facção. No entanto, após a prisão de Fabrício Queiroz na chácara de Frederick Wassef, o advogado do Seu Jair , a possibilidade de existir uma organização mafiosa em torno do presidente passou a ser cada vez mais levantada devido aos símbolos que repousavam na lareira. Leve em consideração três casos: com Queiroz havia três bonecos do mafioso Tony Montana; na casa de um traficante havia o símbolo do Yin-Yang; e na perna de um jovem flagrado armado havia a tatuagem de um palhaço. Se você pensar como eu, acreditará que: é um cinéfilo; é um adepto do taoísmo; e é um admirador das artes circenses. Mas se você não pensar como eu, acreditará que: é um mafioso; é ligado ao Primeiro Coma

A FDN e a ascensão e a internacionalização do PCC

Site do 15 recebendo mensagens do Norte Administrar um site tido por muitos como oficial do Primeiro Comando da Capital ( PCC ) tem suas peculiaridades, e uma delas são as correspondências recebidas. Após um tempo na doutrinação dentro do sistema prisional ou vivendo em cidades maiores, o egresso volta para sua quebrada de origem disposto a correr “pelo lado certo do lado errado da vida” e divulgar a “filosofia do 15” . Um quinto das mensagens chegam de cidades pequenas da Região Norte do Brasil. São companheiros ou aliados que foram introduzidos na Família 1533 , mas que agora se vêem abandonados e pedem minha ajuda. Em terras inimigas, essas crias do 15 , sem apoio do Primeiro Comando da Capital , acabam por rasgar a camisa ou terem seus corpos rasgados e seus corações e cabeças arrancados. Santa Rosa, Peru. A cinco minutos de barco de Letícia e Tabatinga, as crianças brincam na água ao lado das casas de palafitas que mantêm suas casas à tona. Um policial patrulha a única

A facção PCC 1533 e o Exército do Povo Paraguaio EPP

Facção PCC: a vitoriosa estratégia proposta por Marcola Marcos Willians Herbas Camacho , o Marcola , líder da facção Primeiro Comando da Capital , elaborou a estratégia de alianças baseadas em interesses econômicos e de sobrevivência que vige até os dias de hoje. A grama é uma espécie vitoriosa: suas raízes se entrelaçam formando uma resistente couraça capaz de resistir à enxurrada e à enxadada, e mesmo que venham a ser arrancadas ou revolvidas, voltam a brotar sem que alguém as tenha cultivado, não se importando com as condições ruins do solo. Assim é a facção criminosa paulista. Cada unidade desse gramado é autônoma, mas suas raízes se emaranham por todo o jardim — por menor que seja a unidade, ela ainda é parte importante no fortalecimento do todo. É por essa razão que, nas última décadas, políticos, policiais e promotores de justiça declararam a derrota do PCC , mas, assim como a grama arrancada do solo, ele sempre ressurgiu, por maior que tenha sido o golpe. Facção PCC: infl

Covid-19: O tráfico de drogas na quarenta, no Brasil e no mundo

O crime organizado saiu fortalecido e capitalizado dessa crise, e agora terá melhores condições de adquirir negócios legais e ampliar suas atividades ilícitas se aproveitando da desorganização das forças políticas e de repressão ao crime. As biqueiras seguiram abastecidas, e os clientes não foram impedidos de comparecer. Graças ao presidente Bolsonaro não houve lockdown e o fechamento do comércio foi frouxo, parcial e por pouco tempo. Governadores avisaram que fariam barreiras nas estradas, mas o governo federal bloqueou a iniciativa, impedindo a ação nas estradas federais, e contando com apoio tácito dos policiais estaduais e do movimento dos caminhoneiros, bases do bolsonarismo, que inviabilizaram a iniciativa nas estradas estaduais. Enquanto as atividades legais e os indivíduos tiveram interrupção em seus empreendimentos, as organizações criminosas mantiveram seus negócios, as organizações criminosas mantiveram-se ativas. Juntou-se a essa facilidade logística que não ocorreu em

A morte dos militares uruguaios e a facção PCC 1533

O PCC e o Uruguai como rota alternativa ao tráfico transoceânico Enfim, as autoridades admitem que a organização criminosa Primeiro Comando da Capital atua no Uruguai. Assim como no Brasil e na Bolívia, a facção PCC 1533 já fechou parceria com gangues locais, e agora coopta ou coage os agentes públicos de repressão e de Justiça através de bombas , ameaças, sequestros , assassinatos ou por uma boa paga (a velha e sempre atual corrupção policial e judiciária). A apreensão de grandes carregamentos de drogas, oriundos do Uruguai , em diversos portos pelo mundo demonstra que há uma rota alternativa de tráfico para suprir o mercado europeu, evitando o território brasileiro. Fatores que colocaram o Uruguai no caminho da facção paulista: inexperiência das autoridades locais para se contrapor a uma organização criminosa transnacional; infraestrutura logística ligando os produtores do interior do continente aos mercados europeus e africanos; pouca integração das forças de segurança e Ju

A Facção PCC e a “Paz entre ladrões”

Júlio Verne e como a facção PCC impôs a “ paz entre ladrões ” 1999 — Chega ao fim o século 20 Estávamos para colocar os pés num futuro utópico no qual a humanidade chegaria em seu ápice moral e tecnológico… não… espera! Durante séculos, a humanidade sonhou que esse futuro brilhante e longínquo se daria no século 20, e não no 21 — entre tantos, Jules Gabriel Verne. 1999 — Periferia de São Paulo “ … um cenário bastante caótico, onde grupos fragmentados estavam inseridos em diversas cadeias de assassinatos, que giravam ao redor de conflitos interpessoais, retaliações e vinganças, em uma espécie de ciclo vicioso de homicídios e agressões que colocava a capital paulista entre as mais violentas do Brasil ”  —  Bruno Paes Manso 1879 — France-Ville USA Júlio Verne já ouvira falar da Província de São Paulo, que, com suas plantações de café, clima agradável e vilas pequenas com casas arejadas e esparsas, poderia ser uma alternativa tupiniquim para sua idealizada cidade de France-Ville, descrita